Falacao
ZUMBIS DE VERDADE
30/11/2014 19:23:21

A triste saga de muitas espécies manipuladas por parasitas.

Eles podem parecer coisa de ficção mas, para a natureza, os zumbis são reais. Bem vindo ao estranho mundo dos bichos mortos-vivos, em que os parasitas subjugam seus hospedeiros.

 

“Alguns parasitas podem alterar o comportamento dos seus hospedeiros seja para dar ao parasita uma casa melhor, seja para fornecer mais nutrientes ou fazer o hospedeiro mudar para ambiente diferente”, explica Janice Moore, bióloga da Universidade Estadual do Colorado, em Fort Collins (EUA).

 

 "Ao fazer isso, o parasita beneficia sua própria transmissão, estratégia que será favorecida pela seleção natural", conclui a bióloga. 

  

As formas fascinantes que organismos parasitas assumem a vida - e mentes - de seus hospedeiros, os truques nefastos que induzem ações suicidas...

 

Vermes que transformam várias espécies em veículos irracionais, que irão leva-los para seus verdadeiros anfitriões.

 

O fungo que infecta uma formiga, para depois forçá-la a subir em uma árvore, morder uma folha, e morrer. Sob a cabeça da formiga zumbi brotará um cogumelo, em posição perfeita para chover mais esporos pelo chão...

 

Como em tantas outras coisas, a Mãe Natureza já está dois passos à nossa frente quando se trata de zumbis. 

 

 

MINDSUCKERS - O COMEÇO DO FIM

  

Esses mestres na arte de controlar mentes manipulam seus hospedeiros, e transformam suas vidas na mais terrível forma de existência.

 

Foi durante uma viagem ao Panamá, em 2005, para estudar características incomuns das formigas, que os cientistas notaram algo mais. Então, eles dissecaram uma das formigas e descobriram que a parte examinada estava repleta de ovos de nematóides parasitas que causavam vários danos á formiga.

 

Em 2006, as abelhas começaram a desaparecer. Conhecido como o "colapso das colônias", e desde então, milhões de abelhas morreram ou desapareceram misteriosamente. Agora os cientistas já sabem porque isso está acontecendo: parasitas mindsuckers!

 

A lista negra dos insetos zumbis da National Geographic Magazine:

 

Aranha (refém do verme Leucauge argyra, sob efeito de química injetada pela larva, a aranha constrói uma estranha web de teias para abrigar ovos da larva, que finalmente irá matar e engolir a aranha).

 

- Formiga Gigante (vivem na floresta da América Central, e fazem seus ninhos nas copas das árvores mais altas. Infectadas pelo verme Myrmeconema neotropicum, ficam imóveis no chão, mudam de cor e, exibindo os ovos do parasita, serão devoradas por um pássaro, que espalhará as larvas do nematóide).

 

- Caracol (para sobreviver e driblar predadores, evitam a luz solar e espaços abertos. Quando caem nas garras do verme Leucochloridium paradoxum, suas vidas se transformam num terrível pesadelo. Ovos do parasita eclodem larvas que se alojam nos olhos do caracol. Cego, exposto à luz, se contrae e pulsa, até ser engolido por um pássaro).

 

- Abelha (a mosca Apocephalus borealis pousa na abelha e injeta ovos no seu abdomen. Assim que os ovos eclodem, a abelha começa a enlouquecer, voa em círculos aleatórios, tropeçando ao tentar andar. Então estes “zumbis” deixam a colméia no meio da noite, voam a uma curta distância, e mergulham de nariz no chão. Uma semana depois, uma dúzia de larvas da mosca sae do corpo da abelha).

 

- Caranguejo (infestado por parasitas que o impedem de desenvolver garras e criam um "útero" para se reproduzirem dentro do animal);

 

- Zangões Gafanhotos - Tatu-bola - Mariposas - Joaninhas - Traça-do-milho

 

Insetos, peixes, plantas...

 

Na batalha da sobrevivência, o horror indescritível assombra o mundo animal.

 

 

 

 

 

 

 




Imprima esta página

Envie para um amigo

Espaço Animal - Rua Fradique Coutinho, 1677 - Vila Madalena - São Paulo - Telefone/Fax: (11) 3034.3131 - VetMóvel: (11) 9996.1222